O querer e o realizar vêm de Deus


É tradição nas Igrejas a promoção de congressos, retiros, festas etc., no período de carnaval. Neste ano, participei de um promovido na cidade em que resido. Estive em dois períodos: manhã e noite.

Ao analisar os dois turnos, percebi uma coisa: Os “profissionais” de púlpito, estão a cada dia mais audaciosos e preparados para movimentar o auditório. Eles estão “usando e abusando” de técnicas apuradas, na expectativa de “fazer” a Igreja “adorar” .

É interessante que a Bíblia nos diz claramente em Filipenses 2:13 “Porque Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade.”

E o engraçado é que tudo se inicia com algumas exortações do tipo “quem não gosta de barulho, que vá embora”… Isso já cria nas pessoas, mesmo que de forma indireta, uma tolerância ao que for ocorrer.

Sei que este tema é muito complexo e envolve uma série de sentimentos interiores e individuais, mas o “agir” do homem é bem diferente do que Deus faz. As coisas espirituais devem ser levadas em consideração, mas sabendo que o Espírito Santo é, sem sombra de dúvidas, o Agente. Sempre.

Voltando ao exemplo do início do texto… Eram quase 200 decibéis de um potente som, num ambiente fechado… Não fosse a Onipotência de nosso Deus, acho que nem Ele aguentaria.

O mantra promovido para fazer as pessoas gritarem e pularem já é predefinido e cuidadosamente preparado para não falhar. A banda cresce e diminui o ritmo, conforme as palavras do “ministrante”, num ritmo frenético, onde o bumbo da bateria e o contrabaixo ditam o ritmo das batidas, provocando um acelerar do coração… Ai o povo se solta…

Não quero questionar o que muitos fazem, mas devemos ficar atentos… Muita coisa tem sido usada de forma profissional, com técnicas espetaculares… Os “condutores de multidões” estão, a cada dia, melhores. Não se deixe envolver pelas suas técnicas.

Anterior O Livro de Efésios - Parte 2
Próxima Pastor Benedito Gonzaga (Bené), você faz parte dos 45 anos da ADCN!

Não há comentários ainda.

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *